A hora final chegou. A sentença de morte dos pecadores está pronta para ser executada. Os seres divinos se organizam como a maior força militar do planeta, prontos para investir contra as forças opositoras. No inferno, legiões estão aguardando o anúncio do início da Última Guerra.

Tudo conforme profetizado no Livro de Revelação. Tudo? Seguiriam todos o que estava predestinado havia milênios, mesmo sabendo do resultado iminente? O que aconteceria se o Anticristo não quisesse guerrear contra o Céu ou se os anjos se recusassem a participar de um genocídio? Uma profecia pode ser quebrada? E a mais importante delas? Em O Último Apócrifo, questões como essas são levantadas. Em meio a isso existe uma grande conspiração religiosa.

Todas as igrejas observam atentamente tudo o que se passa. Padres exorcistas e satanistas trabalham juntos. Deuses egípcios demonizados pela crença cristã com sede de vingança e demônios procurando um sentido para suas vidas e mortes são descritos. Dois antigos arcanjos com personalidades muito distintas tem de lidar um com o outro para não deixar o Anticristo cair em mãos erradas e um velho profeta do interior da Bahia acaba por ter de ajudar a impedir que a profecia que ele próprio escreveu se cumpra. Intrigas e manipulações são a base para o último capítulo do livro da história humana.

Deixe um comentário