O grande amor de sua vida pode estar mais perto do que você imagina.
 
Após um longo tempo de terapia para se recuperar de um fora, Sarah parece estar bem. Quer dizer, ela já recuperou seu peso normal e consegue pensar em outras coisas além de Bruno. 

O problema é que no fundo ela vive fantasiando o dia em que esbarra com ele na rua e: pimba! Ela está linda e radiante e ele percebe a mancada que deu. Seus planos são simples: reconquistar Bruno e depois dar o troco que ele merece. 

Mas o destino lhe prega uma peça quando Nestor, seu chefe, pede que ela visite um novo cliente e, de repente, tudo vira de cabeça para baixo. Lá está ela de frente para o seu antigo amor, que parece mais irresistível do que nunca! 

Enquanto isso, seu melhor amigo, Igor, sempre presente e irritantemente perfeito, não suporta vê-la cair nas garras do bonitão outra vez. Sarah terá que lutar contra os próprios conceitos para descobrir o verdadeiro sentido do amor.

 "– Como é amar alguém a vida toda?
– É a melhor sensação que alguém pode ter na vida. É como gostar de comer o pão daquela padaria da esquina e saber que eles nunca vão trocar de padeiro."

-------------
"Nas minhas fantasias mais malucas eu estou no meu melhor dia, com os cabelos esvoaçantes e a pele bronzeada, vestindo uma roupa bem bacana, passeando pela rua, quando dou de cara com meu ex-namorado.
Ele está meio estropiado. Não, ele está bem e tudo o mais e quando me vê, pimba! Percebe que terminar comigo foi o maior erro de sua vida. Na verdade, fui eu quem terminou com ele, mas por sua total e mais completa culpa."

-------------
"— Sempre esperei que você me visse como mais que um amigo, que você me... — ele dá um longo suspiro. — Mas agora... — ele parece atordoado.
Continuo olhando para Igor em silêncio, tentando decifrar em seus olhos alguma coisa além da decepção.
— Agora que eu já toquei a minha vida, você chega e diz que..."
[...]
— Na fazenda... Eu perguntei se ele se encaixava no seu perfil e você disse que sim.
Como fui tão idiota? Lembro exatamente da cena.
— Você disse à minha mãe que nós éramos como irmãos. Isso me matou por dentro — sua expressão se torna tão triste que tenho vontade de desaparecer pelo que fiz.
— Igor...
— Você acha que foi fácil para mim ouvir você chorar por um cara que nem a merecia? E ficar do seu lado, te dizendo que tudo ia ficar bem, quando, na verdade, queria que vocês dois nunca mais fizessem as pazes — ele explode. — E agora... Agora que eu já coloquei as coisas em ordem de novo, você chega do nada e diz isso tudo... O que você espera? Que eu simplesmente olhe para você e diga "meu amor, vamos casar?" — sua voz está cheia de ironia."


Em Manfelos – A distorção da realidade...

Fred sonha com um acampamento passado.
Seu pai, Matheus, lê o conto mais estranho que ele já ouviu. Na mesma noite, quando acorda assustado com o ocorrido, Fred decide tentar desvendar o mistério da história e marca um encontro, no meio da madrugada, com seu melhor amigo, Leonardo.
Ambos são abordados por um evento sobrenatural.

Fred acorda pela manhã e percebe que está numa cidade fantasma totalmente em ruínas. Conforme o pesadelo vai tomando corpo dentro de sua mente, ele descobre que está inevitavelmente amarrado ao seu próprio receio. Enquanto ele não souber o que precisa fazer, estará preso com Leonardo num mundo paralelo, onde um demônio perigoso espreita para matálo.
As pessoas estão cometendo suicídio.
Os prédios estão apodrecendo.

Cada minuto que passa é uma chance a menos de vencer.
Como Fred sairá dessa emboscada?
O que o destino reserva para os personagens?

"Contudo, como dizia seu avô Antônio, o futuro e o destino são dois pontos imutáveis."
--------
Embora tivesse a companhia dos demais nessa busca pelo manuscrito, Fred sentia-se desolado e esmorecido com a situação. Estava longe (embora Balfohein também ficasse no Canadá) e adentrar numa aventura perigosa, sem noção do que iria enfrentar e como enfrentar, isso o deixava meio às cegas."
--------
 Houve uma série de pequenos brilhos prateados, sob a luz do luar, que foi reconhecido como o arsenal dos homens. Uma densa chuva de flechas disparou do meio das árvores e rumou direto para onde estavam parados, acertando e perfurando violentamente os troncos mais tenros e próximos. Leo quase foi atingido nas pernas.
Então decidiram que o momento não era bom para conversas."

Oiie Amores...

Passando aqui rapidinho só pra mostrar o meu "Redenção" que chegou ontem.

To super ansiosa para começa longo a lê-lo.

Ele não é lindo gente ?


Bom então era só isso mesmo amores..Bom Final de Semana para todos!

Uma combinação ágil e inteligente de aventura, romance e ficção científica... Depois de ler a primeira página, você também vai querer ‘saltar’ no tempo para saber o que vai acontecer no final...” O ano é 2009.

Com 19 anos de idade, Jackson Meyer é um cara normal... Ele está na faculdade, tem uma namorada... mas é capaz de viajar no tempo! Porém, não é como nos filmes – nada muda no presente durante os seus saltos para o passado e ele não precisa se preocupar com problemas no continuum do espaço- tempo ou com capacitores de fluxo defeituosos – seus saltos são apenas de uma diversão inofensiva... Isto é... até o dia em que dois estranhos invadem o dormitório onde estão Jackson e a namorada, Holly, e durante uma luta, ela leva um tiro.

Em pânico, Jackson salta dois anos no passado, ou seja, para 2007. Mas algo está diferente. Essa não é como suas outras viagens no tempo. Agora ele está preso em 2007 e não consegue mais voltar para o futuro. Desesperado para voltar a 2009 e salvar Holly, mas incapaz de voltar, Jackson não vê alternativa senão tocar sua vida em 2007 e aprender o que puder sobre suas habilidades.

Não muito tempo depois, as mesmas pessoas que atiraram em Holly em 2009, membros de um grupo apelidado pela CIA de “Inimigos do Tempo”, vêm à procura de Jackson, no passado. E nada vai detê-los até que consigam recrutar esse jovem e poderoso viajante no tempo. Recrutá-lo... ou matá-lo. Enquanto procura pistas sobre as origens da sua família, os Inimigos do Tempo e o departamento da CIA que monitora os viajantes do tempo – o Tempest –, Jackson precisa decidir até onde está disposto a ir para salvar Holly... e, possivelmente, o mundo inteiro.
"Por hora eu estava preso naquele estranho purgatório, esperando que algo ou alguém me dissesse o que fazer."
-----------------
"A sensação conhecida de me partir ao meio toma conta de mim. Eu seguro a respiração e espero que passe. Nunca é agradável, mas a gente acaba se acostumando".
-----------------
“Por alguns segundos, toda a questão da minha vida maluca e confusa se dissipou e era só eu, Jackson Meyer. Um cara normal, orgulhoso porque a garota de que ele gostava talvez estivesse de fato interessada nele. Embora eu quisesse ter cuidado com Holly, sem me aproximar demais, ainda assim era bom ouvir aquilo. Me deixou feliz... e no momento aquilo não era tarefa fácil.”
-----------------
“Holly caiu no chão e eu quis gritar, me atirar ao lado dela, mas no segundo em que o sangue vermelho começou a aparecer através do tecido do roupão, saltei no tempo. Desta vez parecia que eu não estava no controle.”