Julie Garwood, aclamada autora dos best-sellers Esplendor da honra e Um amor para Lady Johanna, traz novamente uma inesquecível história
de amor...

Christina Bennett causou furor na sociedade londrina. A arrebatadora beldade esconde com sucesso o segredo de seu misterioso passado até a noite em que Lyon, o Marquês de Lyonwood, rouba-lhe um beijo ousado e sensual. O arrogante aristocrata com coração de pirata prova o gosto do fogo selvagem que arde por baixo do charme indiferente de Christina e anseia por possuí-la
intensamente.

Mas a destemida e insolente Christina não será conquistada com tanta facilidade. Dona do próprio coração e de sua fortuna, ela resiste às sensuais carícias de Lyon. Ela se atreve a não se render ao seu amor... pois, se o fizer, também terá que abrir mão de seu precioso segredo... e de seu destino prometido!

Summer Rose McBride tem duas opções para o Natal. A primeira delas é comemorar sozinha, presa em seu apartamento e tomando chocolate quente aguado. A segunda, e talvez a mais sugestiva, é aproveitar a magia natalina ao lado do seu melhor amigo ultra-sexy Lorenzo Romani.

Tudo bem que ela não deveria chamá-lo de sexy, ou imaginá-lo nu em sua cama, ou sonhar com ele beijando-a com o corpo pressionado ao seu e... 

Droga, o Natal sequer tinha chegado e Summer já sabia que tudo seria um completo tormento!

Lorenzo Romani é alto, é forte, é desastrado e ainda é carinhoso. Quer a cartada final? Ele ama a família e procura uma mulher especial. Summer só gostaria que ele fosse um idiota, então assim seria mais fácil não se apaixonar, mas quando Lorenzo abre a boca e começa a falar as coisas com o seu sotaque italiano, ela esquece até do próprio nome.

Em Natal para Dois, permita-se encantar com a história de Lorenzo e Summer, e descubra que o amor pode estar no amigo ao lado!

MIKHAEL MATARAZZO

Eu sou um homem importante, um bilionário, meu banco é o braço direito do governo.
Minha vida é resumida em deveres, prazeres e fugas dos meus próprios sentimentos.
Mas nada disso importa, por que ela retornou.
A minha melhor amiga, a única mulher que me conquistou ainda na adolescência, o meu primeiro amor.
Rafaela Bustamante sempre foi o coração que batia fora e dentro de mim.
E seu retorno me deixa confuso, intrigado e excitado.
Estou prometido a casar com uma mulher importante para me tornar um dos homens mais poderosos deste país.
Mas qual é a única coisa que sou capaz de pensar agora?
O quanto senti saudades. O quanto a desejo. O quanto de Rafaela, que depois de dez anos, ainda existe dentro de mim.

RAFAELA BUSTAMANTE

Eu não nasci importante, mas me tornei. Gerencio a imagem de políticos, jogadores de futebol, galãs de novela das 10.
Minha vida é sobre trabalho, trabalho, trabalho.
E agora que retornei ao Brasil, Mikhael parece querer dificultar o meu trabalho.
Sim, eu fugi. Quero dizer, fui embora.
Sim, há um motivo.
Eu guardo um segredo profundo do passado.
Algo que mudou toda a minha vida e me separou do meu primeiro e grande amor.
Eu preciso resistir. Temo em ver todo o meu passado me assombrando novamente.
Será que se eu não tivesse ido embora tudo seria diferente?
Será que ele se recorda que nos amamos um dia?
Será que consigo permanecer firme enquanto sei que o homem da minha vida se casará com outra?
Eu só sei que preciso resistir a Mikhael. Mesmo que isso custe perder toda a minha sanidade.


Ela guarda um segredo que a destruiu no passado...
E ele acha que pode curá-la de todas as suas dores. Basta que não resista ao passado e entregue-se completamente a ele.
O amor resistiu ao tempo? O amor resistiu à ausência?
O amor resistiu aos segredos?

Evangeline Lions é uma garota como outra qualquer. Estuda em um colégio de boa reputação, diverte-se com seus amigos ouvindo música no último volume e tenta a todo custo chamar a atenção dos pais. 

Até eles se separarem e ela ser enviada para o colégio interno do Convento Senhora das Dores. Ali, Eva — como gosta de ser chamada — terá de se adaptar a uma nova rotina, a novas amigas malucas, a um possível pretendente e a uma inimiga implacável.

Eron é um demônio que se alimenta da lascívia humana. Preso ao campanário do Convento por uma maldição e adormecido há décadas, ele é desperto por um novo cheiro no ar. Uma virgem chegou ao colégio e seu odor revela poder. Muito poder. 

Talvez a nova garota seja sua garantia de liberdade.

Vencedor do Hugo Awards. É assim que o mundo termina. Pela última vez. Três coisas terríveis acontecem em um único dia: Essun volta para casa e descobre que seu marido assassinou brutalmente o próprio filho e sequestrou sua filha. Sanze, o poderoso império cujas inovações têm sido o fundamento da civilização por mais de mil anos, colapsa frente à destruição de sua maior cidade pelas mãos de um homem louco e vingativo. 

E, no coração do único continente, uma grande fenda vermelha foi aberta e expele cinzas capazes de escurecer o céu e apagar o sol por anos. Ou séculos. Mas esta é a Quietude, lugar há muito acostumado à catástrofe, onde os orogenes - aqueles que empunham o poder da terra como uma arma - são mais temidos do que a longa e fria noite. E onde não há compaixão. 

"Um dos 100 livros mais notáveis do ano" - New York Times

“A trilogia ‘A Terra Partida’ é uma conquista triunfante na literatura de fantasia” - The Verge

Um bebê nascido nas barracas de Auschwitz-Birkenau, em setembro de 1944. Uma sonata composta por um jovem oficial alemão, na mesma data, também em Auschwitz. Duas histórias que se cruzam e se completam. Décadas depois, Amália, jovem portuguesa, começa a levantar o véu de um passado nazista da família a partir de uma partitura que lhe é revelada por sua bisavó alemã. A dúvida de que o avô, dado como morto antes do fim da Segunda Guerra, possa estar vivo no Rio de Janeiro, a leva a atravessar o oceano e a conhecer Adele e Enoch, judeus sobreviventes do Holocausto. A ascensão do nazismo na Alemanha, culminando na fatídica Noite dos Cristais, a saga dos judeus húngaros da Transilvânia, os guetos na Hungria e Romênia, os trens para Auschwitz, os mistérios acontecidos no campo de extermínio da Polônia e o pós-guerra numa casa cheia de segredos num lago de Potsdam oferecem os trilhos que Amália percorrerá para montar o quebra-cabeça.

"Com descrições de tirar o fôlego e diálogos que revelam o que há de melhor e mais cruel no ser humano, ninguém ficará indiferente ao ouvir esta Sonata em Auschwitz." (Francisco Azevedo, escritor)

Luize Valente é uma escritora cujas tramas nascem de sua imaginação privilegiada e ganham corpo com pesquisa histórica rigorosa e pesquisa de campo. Elaborada com extrema sensibilidade e riqueza investigativa, sua narrativa envolve o leitor em mistério, suspense e profundos sentimentos e sensações.
"Sonata em Auschwitz" (2017) é o terceiro romance histórico da autora, depois de "O Segredo do Oratório" (2012) e "Uma Praça em Antuérpia" (2015), todos publicados pela Editora Record. Traz uma instigante história saída do campo de extermínio nazista, uma saga em pleno Holocausto. Em tempos extremos, reflete também sobre os erros que se repetem, os preconceitos que permanecem, as guerras que nunca acabam e os atos de resistência e a arte que sempre surgem em meio aos escombros.

CURIOSIDADES
1) Este romance é uma ficção baseada em fatos históricos, dados reais e depoimentos de sobreviventes. A autora teve um encontro marcante com a sobrevivente judia Maria Yefremov, hoje com mais de 100 anos, vivendo no Rio de Janeiro, e desse encontro partiu a inspiração para a escrita da ficção. Maria teve um bebé em Auschwitz em 1944 e nunca soube o que aconteceu com ele.

2) A Sonata que dá título ao romance ganhou forma no plano real enquanto o livro era escrito. O sobrinho da autora, o jovem maestro Antonio Simão, compôs a “Sonata para Haya” tendo a mesma idade do personagem Friedrich, 24 anos. Um instigante diálogo entre ficção e realidade. 

3) Como surpresa para o leitor mais atento, existe uma misteriosa ligação deste novo romance com o anterior, "Uma Praça em Antuérpia".

Após milênios reinando no inferno, Lúcifer, o Príncipe das Trevas, retoma o seu mais engenhoso e antigo plano: conquistar a terra. Em meio as variadas opções, ele escolhe o Brasil como sede do seu futuro reinado. Há certo mistério envolvendo as terras brasileiras e uma garotinha cujo rosto ele vê em memórias: "...Estou orando por você, Lúcifer. Estou clamando seu perdão". 

Cinthia é uma mulher não muito bem sucedida, atolada em dívidas e, que corre o risco de ser despejada de sua humilde quitinete. Seguindo a indicação da amiga, Gisele, ela vê no misterioso Palácio que surgiu em São Paulo a oportunidade de conseguir um bom emprego e pôr a vida no lugar. 

Ele é a sua provação. Ela é a sua remissão. Ele é o ódio. Ela é o amor. Eles são o casal mais improvável que haveria de surgir, mas até mesmo os céus torcem por essa união. Será Cinthia capaz de amolecer o coração sombrio de Lúcifer? Será Lúcifer capaz de conquistar o amor de sua donzela? 

Em meio ao romance, há um campo de batalha se formando. Na ausência de Lúcifer,o inferno ganhou um novo comandante; seu nome é Baal e o seu objetivo é Cinthia. Quando Lúcifer, o Príncipe da Terra, se enfurecer, uns dirão que começou o apocalipse, outros, o fim. O mundo será envolto por uma batalha em que até os anjos se farão presentes! A razão? Uma mulher. Seu nome? Cinthia.

Uma história poderosa sobre um personagem poderoso.

Uma distopia na tradição de The Handmaid’s Tale... um romance magnífico e uma heroína que nos mostra uma possível visão do futuro...

Esta história não é de guerra. É de ruína.
O ano é 2074 quando uma Guerra por combustíveis explode nos Estados Unidos, após uma desastrosa mistura de uma política conservadora e autoritária e a mudança climática ignorada pelos líderes mundiais. 

Sarat Chestnut, nascida em Louisiana, é só uma menina de seis anos quando o terror da guerra invade a sua casa. Tudo o que a envolve - a disputa pelos combustíveis, a cidade destruída e os drones que voam pelo céu – é um prelúdio para um horror maior: a morte de seu pai e a marcha do que sobrou de sua família para um campo de concentração. Mas é neste lugar, influenciada por um estranho funcionário local, que Sarat se transforma em um instrumento mortal de guerra. Sarat se tornará a peça chave que moldará o futuro do planeta, não sem antes destruir a vida de muitas outras pessoas.

Uma guerra americana é a história de uma nação contada por uma perspectiva extremamente particular de uma família, e das emoções e decisões desesperadas que se toma quando a prioridade é sobreviver.