Sucesso da autopublicação que se tornou disputado por grandes editoras nos EUA, Jason Gurley constrói uma história surpreendente envolvendo três gerações de uma família em Nas águas do tempo. O prólogo se passa na década de 1960, quando Eleanor, que abandonara o sonho de ser nadadora olímpica para se casar e ter sua filha, Agnes, desaparece para sempre no mar. De lá, o leitor é levado para 1985: Agnes é mãe das gêmeas de seis anos, Eleanor, em homenagem à avó, e Esmeralda, quando um terrível acidente mergulha a família numa espiral de pesar, culpa e ressentimentos. 

É a partir de 1993, no entanto, que se passa a maior parte da narrativa. A jovem Eleanor cuida da mãe que se tornou alcoólatra e tenta levar a vida da melhor maneira possível, até o dia em que é estranhamente lançada num mundo paralelo. Enquanto a vida real parece desmoronar ao seu redor, a garota embarca em jornadas inesperadas por mundos desconhecidos, guiada por um ser misterioso que parece conhecê-la e que guarda os segredos mais sombrios de sua família.

Deixe um comentário