Em "Garota traficada" primeiro livro da série "Meu monstro mafioso" conhecemos Masalom e Savanah, um casal apaixonante, cujo sentimento de amor aliado ao companheirismo, foram surgindo em meio ao caos em que ambos se encontravam, e, agora, a história continua em Rei Mafioso.

De visita ao Brasil, os pombinhos estavam felizes com à descoberta de que logo seriam pais e aproveitaram ao máximo sua estadia ali.
Um mês depois da sua chegada naquele país tropical, são surpreendidos mais uma vez. Entretanto, o inesperado veio por meio de um exame de ultrassom onde ouviram vários coraçõezinhos batendo em ritmo acelerado. Sim, teriam múltiplos. Diante da notícia, Masalom preocupado com o bem-estar da esposa, resolve levá-la de volta a Arábia Saudita. Porém, seus planos não se realizam da maneira que havia sido delineada. No momento em que eles estavam prontos para embarcar, Savanah sofre um atentado, sendo salva do incêndio pelo marido, após um dos seus homens protegê-la com a própria vida.

Desesperado e sem saber o verdadeiro estado de saúde da esposa bem como dos filhos, Masalom a leva até um hospital.

O amor implantado em um coração marcado pela violência e crueldade será interrompido de maneira tão trágica? O relacionamento recém-formado, o início de uma família tudo acabará ali?
Masalom só tem uma certeza, ele vai se encarregar pessoalmente de exterminar o responsável por aquela situação cheia de incertezas pois, ninguém atenta contra a vida de um integrante da família de um... Rei mafioso.

Deixe um comentário