No infinito no meio os dias são iguais e nada apodrece.

Cecília vive há trinta anos isolada em seu apartamento, mas o tempo não passa para ela. Seu corpo corresponde à idade que tinha quando as horas congelaram: vinte e dois anos. E foi também nessa época que sua alma foi dilacerada.

Esse local, batizado por ela de “infinito no meio”, é também o lar das coisas inexplicáveis, onde seres sobrenaturais surgem para fazer companhia à dor de Cecília.

Porém um dia alguém bate à sua porta. Não um habitante das lendas, mas uma pessoa de verdade, como ela. Esse é Nathan, rapaz andrógino e misterioso, que logo se torna a janela de Cecília para o mundo que renegou. Mas ao seguir esse jovem para fora de seu apartamento, ela aciona o gatilho que despertará seus monstros interiores.

O infinito no meio é um romance de Priscilla Matsumoto, autora de Ball Jointed Alice – uma história de amor e morte. Quando se vive sem sentir a passagem do tempo, só resta revisitar para sempre o mar turvo e ácido das lembranças destrutivas.

Deixe um comentário