Maria e Arthur se encontram em Paris no início de 1968. Ela estuda filosofia na Sorbonne, ele é poeta e artista de rua. Juntos vivem os excessos daqueles anos de revoluções e utopias e fogem da ditadura no Brasil, divididos entre o deslumbramento pelo que o Velho Mundo lhes oferece e a permanente sensação de que são intrusos na grande festa que é Paris. 

Duas vezes ganhadora do prêmio Jabuti, uma delas com a biografia Arthur Bispo do Rosário, publicada pela Rocco, a jornalista e escritora Luciana Hidalgo estreou na ficção com O passeador, romance ambientado no Rio de Janeiro da Belle Époque. Agora, em seu segundo romance, a autora narra uma história de amor, sonhos e desilusões, tendo como pano de fundo um período conturbado da história, tanto na Europa quanto no Brasil, com uma prosa poética e potente. 

Ponto forte: jornalista de renome e autora premiada de não ficção, que vem construindo uma obra sólida também no terreno da ficção.

Deixe um comentário