Daniel
Eu a conheci através dos diamantes. Nossos encontros eram presentes de Dia dos Namorados em dois países.

Desde que conheci a mulher que virou minha mente e meu corpo do avesso, minha vida se resumiu a espera para tê-la nos braços. Éramos paixão, intensidade, desejo e anseio. Juntos, éramos indestrutíveis como as joias que viviam entre nós.

E tudo desmoronou. Eu não era apenas o amante. O perigo nos atingiu como uma locomotiva e me tornei o protetor. Meu trabalho girava em torno do maior ladrão de diamantes da década e me tornou o perseguidor. Até eu descobrir que não era o ladrão.

Não eram apenas diamantes. Não era só sexo. Não era apenas paixão. Era loucura, imersa em mentiras e necessidade. Ela não era para mim. Eu era incapaz de me afastar dela.
E aquela mulher seria a realização ou a destruição da minha vida.

***
Robyn

Eu o conheci através dos diamantes que roubei. Nossos encontros eram presentes de Dia dos Namorados.

Desde que conheci o homem que enlouqueceu a minha mente e o meu corpo, meus dias se tornaram uma espera eterna. Éramos explosivos juntos. Perdíamos os limites e o medo quando nos entregávamos um ao outro. Éramos indestrutíveis como as joias que estavam entre nós.

E então eu fui atingida. No ponto mais doloroso. E tudo mudou. Eu precisaria dele, mais do que aceitava. Mais do que cederia. E não poderia ser apenas sua amante especial. Eu era uma mentirosa, uma profissional, uma enganadora. E precisava dele para me proteger. Enquanto ele me caçava.

Não era mais pelos diamantes. Eu não o queria só pelo sexo. E não podia conter a paixão que nascia em mim. Era perigoso, era errado e eu não podia tê-lo. Mas era incapaz de deixá-lo.

E aquele homem era capaz de me descobrir e me destruir. 

Deixe um comentário