Murat e Ayla viviam em pé de guerra. Como seu tutor, Murat era o responsável por sua vida, tentava controlá-la em tudo que fazia e ela odiava isso. Ayla queria ser livre para fazer suas escolhas, viver da forma que almejava, mas Murat tinha uma obrigação com sua família e não iria deixar a rebeldia da prima estragar sua imagem perante todos. 

Essa guerra parecia estar distante de terminar até que Murat se vê completamente apaixonado por Ayla. Ele já não aguentava mais esconder o desejo que o consumia, mas em sua família relacionamentos consanguíneos eram proibidos. 

Murat tinha prometido ao avô cuidar da prima e não deixar que nenhum homem a tocasse. Mas como iria cumprir essa promessa se ele mesmo representava um risco iminente? A cada dia Ayla estava mais irresistível e sua recusa o estimulava ainda mais. 

Logo ele teria que se decidir entre viver um grande amor ou honrar sua família! 

Um Comentário