Vingança, ou uma forma de reviver o passado? 

Possivelmente as duas coisas, mas Melanie prefere chamar de compensação, visto que se recusa a acreditar que seja amor; suas pernas não ficam mais bambas e tudo o que ela sente ao vê-lo é um vazio, que após um beijo desastroso se transforma em ódio. 

Qual a melhor forma de extravasar a raiva? Um plano que o fará dela por uma única noite, jogando assim com o próprio coração, ou deixar tudo como está e não mexer em uma história que, pelo bem dela mesma, deveria continuar sem final?

Deixe um comentário