Eu tinha sonhos... 
Comprar um carro legal, fazer faculdade, conhecer a mulher da minha vida e me casar. Teríamos um filho, talvez dois... 
Meus sonhos foram interrompidos quando meu pai morreu. Minha mãe se tornou uma viciada em álcool, drogas, e então perdemos tudo. Fugi de casa por causa do filho da puta que tentou assumir o lugar do meu pai e caí nas ruas. 
Me manter vivo foi outro desafio... 

Descobri de forma dolorosa que um homem jamais deve entregar seu coração. Fui traído, humilhado e ainda tive que ver a mulher – que pensei ser a mulher da minha vida – morrer nas mãos do cara que se tornou meu inimigo número um. Depois daquele dia fatídico, estudei, me formei e refiz minha vida. Tornei-me um homem impassível e, para mim, mulher servia apenas para suprir minhas necessidades mais básicas. 
Até conhecê-la... 

Ela era meu anjo caído... Olhos azuis, corpo delineado e cabelos negros como a noite. Linda de tirar o fôlego. Mulher de boca perversa, sorriso de anjo, corpo de demônio... Uma Bruxa. Ela seria minha morte e, antes que me destruísse, eu a deixaria sangrando, com o coração quebrado. Assim eu pensava, até meu inimigo voltar do passado e colocar em risco a mulher que virou meu mundo do avesso. 
Entre a razão e o desejo, entre a necessidade de protegê-la e o medo de colocá-la em risco, eu a deixei, mas meu inimigo estava pronto para assumir o controle. 
Meu pior pesadelo aconteceu... 

As regras mudaram... As cartas foram dadas e o meu Ás era uma delas. Entraria nesse jogo mais uma vez sabendo como terminava?”

Deixe um comentário