Em 1932 a Europa se preparar para enfrentar tempos críticos. Com a ascenção de Hitler e a tirania de Stalin, Alemanha e URSS emergem e a Europa está ficando pequena demais para a ambição de seus líderes. É nesse cenário que Mileva, filha de aristocratas alemães, conhece Magnus e seus amigos em uma fazenda na Ucrânia. É a primavera do mesmo ano e eles fariam algo mágico. 

Porém, essa primavera trouxa muito mais do que uma grande história. Um antigo mal foi despertado para assombras as guerras que virão e caberá a esses jovens colocar um fim na maldição.
Anos mais tarde, Magnus, agora Anatoly, capitão dos atiradores de elite da União Soviética, luta na segunda guerra em Stalingrado para proteger seu país, sua família e combater a loucura não apenas do Führer alemão, mas de seus compatriotas. É sob esse título que ele reencontrará Mileva, espiã alemã agora conhecida como Catarina. 

Apenas Mileva tem a chave de um segredo que Magnus procura desesperadamente, perguntando-se como uma maldição de mais de um século poderia vencê-lo. Se o sangue é a moeda de todas as maldições, em Stalingrado, todas as dívidas serão pagas e seus destinos serão selados.

Deixe um comentário