Miguel sonhava pertencer a algum lugar, enquanto Anne lutava para ser livre. Ele, assombrado por lembranças de um erro devastador, agora com 17 anos, muda-se com seus tios para a pequena cidade no interior de São Paulo chamada Arvoredo. Nova cidade, nova casa e uma nova vizinha: Anne. Ela, a garota apática, que possuía um rótulo negativo na cidade, tinha um sonho que - se realizado - a levaria para longe. 

Haveria algo nela, além do que todos diziam?
Com amizade, perdão e amor, a lição mais importante para ele será de que a mão que te levanta pode não ser a de seus pais ou de seu melhor amigo, às vezes, ela pode vir de uma estranha.

Deixe um comentário