Aqui é meu lugar agora , ela pensou. Eu sou uma traidora. Eu sou diabólica. 
O sentimento de abandono e traição era pior do que a fome, o frio e as algemas.

Depois de ser traída por Jason, Nina Idi é detida pela Polícia de Controle da População, torturada e presa numa cela fria, úmida e suja. Suas chances de sobreviver são praticamente nulas até o dia em que um dos agentes, um homem cheio de ódio, lhe propõe um acordo: que Nina se torne uma espiã, vá para a cela onde estão Alia, Matias e Percy, ganhe a confiança deles e descubra suas verdadeiras identidades. Se Nina conseguir as informações, a polícia poupará a vida dela. Caso contrário, será executada junto com eles. 

Seria uma missão fácil se seus companheiros de prisão não fossem filhos das sombras, terceiros filhos ilegais assim como ela Nina não quer traí-los, mas também não quer morrer Quando sobrevivência e confiança são as únicas opções, qual escolher? 
Talvez Nina deva tentar fugir ou morrer tentando. Mas como e para onde ir? Existe algum lugar realmente seguro para um filho das sombras? Nina seria capaz de deixar Ali, Matias e Percy para trás, condenados à morte? E o mais importante: ela deveria confiar neles? Num mundo cruel e cheio de mentiras, nem todos são o que dizem ser e a traição está sempre à espreita 

Deixe um comentário