Em tempos modernos, as relações sociais se referenciam cada vez mais pelas redes virtuais e pelos códigos de consumo. Diante da força do Ter pelo Ter, o Ser se esvazia. Tudo passa a se definir pelo que se “tem” e não pelo que se “é”.

A Arte de Pertencer, do professor e gestor público Fernando Moraes, é um livro que faz pensar. O simples fato de ser parte de um lugar “humano” desperta a sensação de viver em uma comunidade, com o poder de interferir e participar ativamente na construção de um Novo Estado de Convivência Social.

Uma reflexão comprometida com as coisas que fazem a vida valer a pena.

Deixe um comentário