Menino pobre e ignorante que fugiu da casa dos pais, trabalhador braçal sempre metido em brigas, Ira Ringold conseguiu se tornar um ator de rádio famoso. Comunista exaltado e linha-dura, Ira se atira com ferocidade contra tudo o que julgue ser um inimigo. No auge da carreira, ele faz fama como defensor de causas 'progressistas' e se casa com uma atriz de cinema-mudo, Eve Frame.

Jamais imaginaria que ela pudesse se voltar contra ele com tamanho ímpeto. Em plena era do macarthismo, quando ser adepto do comunismo equivalia a crime, Eve escreve um livro intitulado 'Casei com um comunista', pondo a nu, diante do público e das autoridades, a vida dupla do astro do rádio.

Nessa história sobre crueldade, traição e vingança, Philip Roth, faz um retrato ficcional do pós-guerra, época em que a febre anticomunista não contagiava apenas a política, mas traumatizava os recantos mais íntimos da vida de amigos e famílias, pais e filhos, maridos e esposas.

Deixe um comentário