Um feto conta, a partir de uma carta anônima, o drama da mãe que, aos 15 anos, vê-se aprisionada num convento da capital, um mês após ser violentada. Romance baseado em uma notícia de jornal, o autor cria uma narrativa densa, envolvente e instigante, permeada de suspense mas sem perder a sensibilidade ao retratar o drama de uma adolescente nos Anos Dourados. 

Abandono, tristeza, decepção e perigos marcam a trajetória de mãe e filho, tragicamente separados ainda na maternidade. Até onde iria uma mãe, desenganada pelo próprio pai, para reencontrar o filho? Mademoiselle Zaira fala de temas difíceis e profundos: violência sexual, abandono, rejeição, vingança, preconceito, fidelidade, amor...

Deixe um comentário