Três dos maiores imperadores da história podem ser os exemplos que o mundo moderno precisa.

Alexandre, Aníbal e César – grandes mestres de guerra. Esses três imperadores tinham em comum o dom de enxergar além do campo de batalha para decidir com quem lutar, quando e porquê. Obter a vitória, acabar com a guerra e trazer estabilidade para as terras conquistadas eram os objetivos. Cada general tinha que criar um campo de batalha tático e ser ao mesmo tempo estadista, estrategista e, principalmente, líder.

Em Mestres do Comando, Barry Strauss aponta onde cada um destes três grandes comandantes bem-sucedidos acertaram e como cada um demonstrou liderança. As táticas mudam conforme as armas, mas a guerra em si continua a mesma ao longo dos séculos, e um grande guerreiro deve saber como definir e atingir o sucesso.

Deixe um comentário