O sangue de Júlio César acaba de ser derramado sobre os degraus de Roma. Seus assassinos, autointitulados Liberatores, são liderados por Marco Brutus — amigo próximo e antigo aliado de César. 

Por meio de artimanhas e por se julgarem responsáveis por livrar Roma do tirano imperador, estão confiantes de que serão aclamados no Senado. Porém ignoram a ameaça que Otaviano, filho adotivo de César, representa. O jovem, então, decide se unir ao cônsul Marco Antônio para garantir que o nome do pai seja devidamente vingado.

Deixe um comentário