Quando tu, bela Ivvi, conheci, meu mundi se virou completamente. Desalento, que outrora era aparente, perdeu-se de repente. Eu sorri. Os dias se passavam, percebi que tu não me saías mais da mente, eras tão jubilosa e, certamente, a mulher mais bonita que já vi. Ivvi é uma personagem não só desta obra, mas da vida de todos. 

Todos nós temos alguém na vida que nos inspira, que tira o melhor de nós e que permite manifestações tão verdadeiras como as mensagens de Amor dos poemas deste livro. A personagem Ivvi irá ultrapassar os limites destas páginas e irá refletir na Ivvi real que habita na vida de cada leitor.

Deixe um comentário