A história começa na Itália, século XVI, quando Zarteu e Romeu se encontram pela primeira vez em prol do resgate de sua irmã. Acidentalmente, Romeu a mata com um dardo em seu peito. Sua ira com Zarteu aumenta cada vez mais. Com ajuda do povo do vilarejo, Romeu mata o ser tão aterrador, mas na astúcia, Zarteu o carrega para o mundo dos mortos. 
 
Séculos se passam e Romeu é acordado para o nosso mundo. Confuso, com medo, sem respostas e solitário, ele não vê alternativa senão procurar Zarteu e seu sepulcro. 
 
Com a ajuda de uma mortal, Romeu começa seus planos e jornada. Com êxito ele tira Zarteu das profundezas do mar. E no primeiro encontro, o destino os carregam para França, onde a história começa. Em Paris, eles se apresentam como uma família e, harmoniosamente, viviam uma vida falsária, onde roubo e assassinatos eram constantes. Romeu se apaixona por uma mortal e com isso ele pede permissão para trazê-la ao seu mundo. Zarteu concede. 
 
Em um surto de Romeu, ele trás uma criança ao seu mundo, contrariando seu mestre. Com isso aumenta os membros daquela família: lacaios, castelos e ciganos, tudo acontece conforme os seus destinos. Os ciganos se dividem. A parte dividida se rebela contra Zarteu e seus amigos. 
 
Eles capturam a criança, e acidentalmente ela vira uma estátua com o nascer do sol, devido a isso, eles fogem da ira de seus inimigos. Zarteu jura vingança aos desertores e vão até o campo de batalha, onde eles se confrontam até a morte.

Deixe um comentário