Adair deu a Lanny abrigo em um momento de desespero. Mais do que isso, roubou-lhe a alma e concedeu-lhe o poder da imortalidade. O que para muitos poderia ser um prêmio, para Lanny foi um fardo, uma dor que a acompanha para sempre e, assim como sua vida, nunca terá fim. 

Depois de muito sofrimento, Lanny consegue reverter a situação e manter o controle sobre Adair, seu algoz; aprisionando-o. Adair fizera de tudo para derrubar o grosso muro atrás do qual fora emparedado. Ele tentara colocar os fenômenos da natureza a seu favor e procurara controlar o destino para ver aquela imensa parede cair. Tudo em vão. 

Por muito tempo, ele não saberia dizer quanto tempo, já que ficara na mais absoluta escuridão, todos os seus esforços tinham se tornado fracassos, mas, então, para sua surpresa, o destino lhe dera ouvidos e o muro de pedra caíra. 

Após acostumar-se à visão luminosa de um dia de sol, Adair começou a organizar-se e, então, lembrou-se claramente da primeira coisa que prometera fazer: colocar as mãos sobre a mulher que o sitiara por tanto tempo, LanoreMcIlvrae — Lanny. Chegara, finalmente, o momento do acerto de contas.

Deixe um comentário