Conclusão da saga familiar iniciada em A esperança de uma mãe, uma história sobre família e fé, sonhos e decepções e, acima de tudo, sobre a resiliência e a perseverança do amor.

Crescer não é fácil para a pequena Carolyn. Com a mãe isolada por causa da tuberculose, a menina cria um laço especial com a avó. Mas, à medida que as tensões entre as duas mulheres aumentam, Carolyn se sente culpada.

Quando a mãe volta a trabalhar e a avó vai embora, Carolyn e o irmão são criados praticamente sem a supervisão dos pais, o que trará consequências nefastas. A faculdade dá a Carolyn a oportunidade de se encontrar, mas uma tragédia na família abala sua recém-conquistada independência.

Em vez de voltar para casa, ela corta todos os laços e se perde na intoxicante contracultura de San Francisco. Quando reaparece dois anos depois, grávida e mais desorientada do que nunca, ela precisa construir uma vida para si e para o bebê.

Exatamente como Carolyn, sua filha, May Flower Dawn, desenvolve uma ligação mais forte com a avó do que com a mãe, provocando mais uma rixa entre gerações. Mas, conforme cresce e se torna uma moça gentil e generosa, Dawn vai lutar para evitar os erros de seus antepassados, prometendo ser uma ponte entre as mulheres da família, e não um muro que as separe para sempre.

Abarcando desde a década de 1950 até os dias de hoje, O sonho de uma filha é o emocionante capítulo final de uma história sobre quatro gerações de mulheres e seus erros e acertos.

Deixe um comentário