No segundo livro da série “Foi Assim que te Amei”, INVERNO DE CINZAS, Helen depara-se com o momento mais crítico da sua vida. Nada diferente do forte Inverno que está sobre o país naquele ano. Tristeza, solidão, ressentimentos, lágrimas e dor, sopram as folhas deixadas pelo Outono de sonhos que Helen viveu, trazendo o frio da estação ao seu interior. 

O cinza que cobre seus dias a leva para uma profunda depressão. Ela encontra nos amigos, na família e na fé a força para continuar. Ela desabafa seus sentimentos na sua agenda, colocando suas emoções sufocadas pela saudade, como um Inverno sem cores, onde tudo ao seu redor, está completamente frio, cinza e sem vida.
"Meus atos se tornaram insanos, somente a dor formava um escudo diante de mim. Meu coração estava quebrado, era como se aquilo fosse um sonho rasgado daquilo que acolhi como precioso para os planos da minha vida, um futuro aguardado, uma vida desejada." 

                                                                     -----------------

Buscava a solidez que não possuía para não chorar perto dele. Não sabia quanto tempo mais iria segurar as lágrimas. A dor esmagava meu peito querendo desatar as amarras que garantiam minhas forças. Estava acuada e receosa.

Deixe um comentário