Num futuro próximo, uma antiga lenda Suméria torna-se realidade.

Um gigantesco planeta é descoberto no nosso sistema solar e ruma em direção à Terra.

Sua aproximação desencadeia um fenômeno único na história e bilhões de pessoas se transformam, de uma hora para outra, em criaturas sedentas de sangue e carne, num estado permanente e irreversível de fúria psicótica.

Neste cenário caótico uma família inicia uma luta desesperada pela sobrevivência.

Assim, surgirão dois líderes capazes de guiar os poucos sobreviventes de uma cidade do interior de São Paulo para enfrentar uma horda de zumbis canibais.

Com passagens em Brasília, nos Estados Unidos, na China e na França “O Vale dos Mortos” é uma história de zumbis com ação frenética e muita violência, que também trata de valores como liderança, trabalho em equipe, e a força de um jovem casal capaz de tudo para proteger seus filhos e amigos.

Acima de tudo, “O Vale dos Mortos” trata de uma grande história de amor capaz de sobreviver a tudo, até mesmo ao fim do mundo.

"E assim, nesse espírito de empolgação de muitos e apreensão de alguns tantos outros, chegou o grande dia. O momento do tão esperado show cósmico, no qual Hercóbulus iria se revelar com toda a sua majestade. Naquele dia, se Deus existisse de fato, deve ter preferido desviar o olhar. Por que aquele planeta não iria apenas trazer um belo espetáculo. Iria trazer também o caos e a devastação."
                                                                    ----------------


 "Assim que eles entraram no veículo Ivan pegou o celular e colocou uma música para tocar no MP Player.
- Black Sabbath? - Estela perguntou curiosa.
- Sim. Chama-se The Sign of the Southern Cross - Ivan respondeu, enquanto entrava na avenida Jorge Zarur com o gigante de aço.
- E do que fala essa música? - Estela Perguntou.
Ivan sorriu de forma significativa. Depois respondeu:
- Fala que quando surgir um sinal misterioso no céu a Besta estará livre para vagar sobre a Terra. E os homens terão que se unir para enfrentá-la."
 

2 Comentários

  1. Uau, deve ser eletrizante.
    Vou aguardar mais comentários sobre o livro.
    Bjos
    Lu
    http://vergostarler.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  2. Espero que você goste Luciana!

    Abraços,

    Rodrigo de Oliveira

    ResponderExcluir