Em Noturno, temos a história de uma jovem que vê sua vida mudar depois de um inexplicável acidente.

Recém-encontrada em uma mata fechada, completamente coberta por lama e aparentemente perturbada, o único lugar para se acordar é em uma ala psiquiátrica.

Além das complicações de lidar com dúvidas sobre o desaparecimento e o estranho acidente, sinais de alucinações começam a ecoar em sua cabeça – e nesse momento você começa a questionar a própria sanidade.

Por mais que você tente ignorar a doce voz que a controla, ela lhe pedirá que não a abandone...
Isso levanta a pergunta: Será que algo afetará minha cabeça?

A triste verdade é que você se rende ao inevitável.
E comete um dos maiores erros da sua vida: apaixona-se.

Mas o pior está por vir quando você descobre a verdade e percebe que o que sentia era uma mentira, que o que tinha em mãos não era seu. E nunca será.

As mentiras e descobertas continuam e você vê que fazia parte de um pacto.
Você foi traída. Não por aqueles que a cercavam e sim por sua voz interior.

A única pergunta que some e volta em sua cabeça agora é: como fugir do presente que você mais desejou?

E é ai onde sua história realmente começa e você vê que não tem como voltar atrás.

E, de um jeito estranho, está feliz com isso.

Deixe um comentário