Ela então pediu por mais...

Quando Dylan Ivory, escritora de romances eróticos, recebe o contato de Alec Walker, nem imagina o quanto esse homem pode mexer com seus pensamentos. Conhecido por ser um famoso dominador em relações sadistas e sadomasoquistas, Alec tenta convencer Dylan de que a melhor forma de se aprofundar no assunto - e então escrever um livro o mais próximo possível da realidade - é viver uma experiência como submissa e sentir na pele a sensação desse tipo de relação.

Para Dylan, essa proposta será difícil de ser aceita - uma vez que ela é fanática por ter o controle de tudo em sua vida. Embalados por um misto de prazer e apreensão, o casal se vê em uma situação tentadora enquanto evitam entregarem-se ao sentimento que nasce entre eles.


"Alec novamente se inclinou por cima da mesa, segurando a mão dela. A mão dele era grande e envolvia a dela com calor e força.
- Dylan, deixe-me fazer uma proposta a você. Submeta-se a mim."
                                                                           -------
    "Alec... Seu corpo ainda pulsava de ânsia, apesar do orgasmo. Alec...  Ela olhou para a cesta de ratã, perto da cama, onde estava sua coleção de vibradores. Sim, preciso gozar outra vez. E outra..."

                                                                           -------
"Ela gemeu quando ele a fez caminhar de trás para frente, na direção da sala de jantar, depois a ergueu, sentando-a na grande mesa de vidro. [...] Tirou sua calcinha, sem pressa, uma perna de cada vez, parando para dar-lhe beijos ardentes nos joelhos, no alto de suas coxas, fazendo com que tremesse. Em seguida, colocou os dedos direto em seu sexo encharcado. "

Um Comentário