Chloe King parece uma adolescente normal. Vai à escola, discute com mãe e se apaixona. Mas perto de seu aniversário de 16 anos, ela desconfia que pode não ser assim tão comum.

A visão noturna, os reflexos super-rápidos e as garras são algumas das pistas... Ao descobrir o que é — e de onde vem — ela logo percebe que não está sozinha. Alguém quer pegá-la. A qualquer custo. Ela tem nove vidas. Mas serão o bastante?

“Você deveria estar morta – falou Paul. – Não tem como ter sobrevivido àquela queda.
Chloe ficou impressionada com o que Paul disse. Parecia verdade. No entanto, ali estava ela, viva. Simples assim. Por que não estava surpresa?”


Deixe um comentário