A vida que Kim e Krickitt Carpenter conheciam mudou completamente no dia 24 de novembro de 1993, dois meses após o seu casamento, quando a traseira do seu carro foi atingida por uma caminhonete que transitava em alta velocidade.

Um ferimento sério na cabeça deixou Krickitt em coma por várias semanas. Quando finalmente despertou, parte da sua memória estava comprometida e ela não conseguia se lembrar de seu marido. Ela não fazia a menor ideia de quem ele era.

Essencialmente, a "Krickitt" com quem Kim havia se casado morreu no acidente, e naquele momento ele precisava reconquistar a mulher que amava.

"A verdade pura e simples era que eu não conseguia enxergar minha vida sem a mulher que eu amava, a mulher que eu havia jurado proteger em tempos de dificuldade e desafios."
------
“Foi naquele momento que eu percebi que não fui o único de nós que manteve seus votos. Krickitt manteve seu juramento de honrar e apoiar um homem com quem ela não se lembrava de ter se casado. Independente do resultado que teríamos, ela disse com um sorriso: - Estou presa a você para o resto da minha vida.”
------
 "Quando Krickitt declarou que era solteira, daquela maneira tão tranquila e natural, senti
como se alguém houvesse enfiado uma faca no meu peito. Olhei em seus olhos, rezando para receber um sinal, por menor que fosse, de que ela havia me reconhecido. Ela
retornou o olhar, me encarando como se eu fosse um estranho".

Um Comentário