A história de Oldar é sobre um mundo muito antigo, ainda em seu início, quando os povos começavam a conhecer uns aos outros e tinham seus primeiros conflitos motivados por paixões humanas e até sobrenaturais.
Países se uniram a outros na tentativa de impor seu poder ou reivindicar uma justiça que julga ser devida.


A primeira narrativa de Oldar inicia no país do continente Oeste conhecido como Edammael, onde vivem os Dans. Esse país está localizado entre cordilheiras e possui um clima muito agradável na maior parte do ano. 
O governo fora estabelecido no início dos tempos como reinado, onde um homem governa sozinho o destino do povo. As pessoas eram felizes e gostavam muito do modo como estava sendo conduzido o seu mundo, mas a sede por poder influencia uma mulher que foi capaz de trair todo o seu país.
Essa traição de Ânea causa a primeira guerra do reino de Edammael, que fica dividido entre norte e sul, cada um de um lado do rio Negro. Como algo esperado numa disputa por poder, os dois reinos entram em conflito e centenas de inocentes morrem sem justiça e apenas um deles consegue dominar todo o país novamente tornando-se o rei único de Edammael.
O perdedor nunca esquece daquilo lhe aconteceu e por vários anos planeja sua vingança contra o irmão que lhe tomara o poder no reino. Ele muda-se para as terras do sul e faz dali sua nova morada, onde se casa e tem filhos e finalmente encontra sua felicidade.
O reino do norte cresce e faz um tratado com o país vizinho. São construídos grandes monumentos e uma imensa torre para o governo. O novo rei, filho do anterior na busca de uma alegria que ele sente que perdera há muito tempo vai em busca de seu tio quer fora expulso na tentativa de juntar novamente sua família. Ele descobrirá que esse sonho será mais difícil de se realizar do que ele imagina.
Essa é uma história não sobre uma pessoa ou sobre uma família, mas sobre o planeta Oldar e os povos que o habitam. Essa história não tem pretensão de explicar as causas da violência da Terra, tampouco solucionar os problemas que existem em nosso mundo. 
A intenção dessa história é mostrar como as coisas podem acontecer, mesmo que não queiramos ou planejemos que elas ocorram.
"- Vocês todos estão mortos. Terão de comer para manter a vida em seus corpos, a terra não será tão fecunda quanto é hoje, pois ela poderá secar e não dar mais frutos. (…) A vida vai começar com dor e esta os acompanhará até o fim da carne, quando morrerão por completo."

Deixe um comentário