Elisa é uma garota determinada com todo o futuro pela frente. Está partindo para a gélida e cinzenta Londres com todas as expectativas lotando sua bagagem. Nesse cenário, conhece Paul, um jovem de espírito livre e com uma promissora carreira de ator. Tudo poderia ser apenas um romance casual. Entretanto, Paul e Elisa são dois seres nos quais os rótulos não se encaixam. 

Graças à entrega incondicional e dedicação, puderam vivenciar tudo o que amor pode ser. Ela encontrou em seus olhos azuis a força para ultrapassar todas as barreiras que sequer imaginaria ter de enfrentar. Ele descobriu que as várias nuances dos olhos dela o levariam a uma trajetória oposta àquela que sempre planejou. 

Com eles, podemos viajar desde a tradicional e britânica York, às belas praias de Angra dos Reis, até as charmosas paisagens de Santa Mônica, na Califórnia, em uma trama intensa vivida e mostrada através dos olhos dos amantes. Contudo, o amor entre os dois jovens vai além do pitoresco. Ultrapassa o cotidiano e invade as questões existenciais humanas, se transformando em um convite à reflexão sobre o autoconhecimento e a incapacidade de prever do que somos capazes.

- Que palavra é essa? Como se diz em inglês?
- Saudade é uma palavra que só existe em português. Não há tradução.
- O que significa?
- É o que vou sentir quando tiver que ir embora.
- Sentir falta?
- Não, sentir falta é pouco. Eu sinto falta do sol, de comer arroz com feijão e da água do mar. Sentirei falta do chá com bolo, da London Eye e dos passeios de bicicleta. Sentir falta é notar a ausência de alguma coisa. Saudade é quando o peito aperta, quando falta ar, é quando parece difícil continuar vivendo. Saudade é ausência de alguém.

Um Comentário

  1. Hummm capa linda hein adoro capas com folhas tipo essa,rsrsr.Enfim amei a capa e o seu blog tbm é tudo de bom.
    Meus parabéns!
    Bjinnn...


    Amanda Mag
    http://livrosecinemasdeamanda.blogspot.com/

    ResponderExcluir