Seattle. Em um minuto você está bebendo seu vanilla breve, e no outro, algum cara velho assustador está fungando no seu cangote, e te transformando em um zumbi. E isso é só o início.

Agora, a recém falecida Amanda Feral está tentando abrir espaço na badalada vida noturna dos mortos-vivos de Seattle com estilo (maquiagem disfarça-defunto, stilettos de 10 centímetros, e bolsas Balenciaga compradas em promoção) enquanto tenta controlar sua fome por carne humana (Não julgue! E não, não tem gosto de frango) e decentes vodkatinis.

Percorrer seu caminho em um mundo perigoso cheios de vampiros, dêmonios com tesão e com chifres, lobisomens, celebridades sem mencionar um bartender hiper-hot chamado Ricardo, não é fácil. E no momento que a amiga de Amanda desaparece após ter enviado uma mensagem de texto em seu celular com a palavra “Socorro” (Os mortos-vivos são tão dramáticos!) ela percebe que o pós-vida está para ficar realmente feio.

Algo sinistro está acontecendo. Alguém ou algo está com a intenção de tornar o mundo dos mortos-vivos de Seattle em um lugar de verdadeiro terror. E dessa vez, Amanda terá que enfrentar algo pior do que a própria morte…

Deixe um comentário