Nada foi o mesmo desde que Caleb Becker saiu de uma festa bêbado, pegou no volante, e atropelou Maggie Armstrong. Mesmo após meses de dolorosa fisioterapia, Maggie anda mancando.

Sua vida social é nula e uma bolsa de estudos para estudar no exterior - sua chance para escapar de todos e de seus olhares de pena - foi cancelada.

Após um ano na cadeia juvenil, Caleb está livre... se liberdade significa censuras sem fim de um Instrutor Transicional e os olhos curiosos da cidade inteira. Voltar para casa deveria se bom, mas sua família e ex-namorada parecem pessoas estranhas.

Caleb e Maggie são excluídos, taxados como "criminoso" e "aberração". Então a verdade vem à tona sobre o que realmente aconteceu na noite do acidente e, novamente, tudo muda.

É uma jornada desolada e tortuosa para Caleb e Maggie, e ainda assim eles terminam encontrando conforto e força de uma fonte surpreendente: um do outro.

    Às vezes você tem que se afastar da multidão, a fim de ser uma pessoa melhor. Nem sempre é fácil, isso é verdade. Mas é certo. E, às vezes, fazer a coisa certa é muito bom. Mesmo se acabar em uma viagem ao escritório do diretor.”

     -Eu não ia te beijar.'
    -Não ia?- Eu olhei para ele. Bem, é claro que ele não ia, estúpida. Por que ele ficaria comigo quando ele pode ficar com alguém que realmente sabia o que estavam fazendo, alguém que não é responsável por enviá-lo para a prisão, o meu cérebro me dizia.
    -Não... A próxima vez que eu te beijar eu vou fazer sem pressa, e você disse que sua mãe vai chegar a qualquer minuto.'
    Eu verifiquei o relógio na minha mesa de cabeceira e afirmei com a cabeça.
    Ele mordeu o lábio inferior, mergulhado em pensamentos. -Não, da próxima vez que eu te beijar vai durar muito, muito tempo. E quando terminarmos você vai perceber que excitar-se não tem nada a ver com experiência'.


Deixe um comentário