Suzannah Simon sempre quis ser uma adolescente comum: sair com garotos, compras no shopping, toneladas de amigas... porém, nunca foi possível. 

Ela recebeu o "dom" de ser uma mediadora, uma pessoa que fala com mortos e tem de cumprir suas pendências nesse mundo. Para Suze, há dois métodos específicos de mandar um morto para o outro mundo: 
(a) Diálogo. 
(b)Porrada. 
Quando sua mãe se casa novamente, ela se vê obrigada a viajar de Brooklyn, NY, para Carmel, Califórnia. Ela não imagina como sua vida pode mudar. Ela descobre que em seu quarto há um fantasma, Jesse. 

Ela logo percebe que seus problemas não estão em casa, e sim na escola. Lá, ''vive'' um fantasma de uma garota, Heather, que se matou por causa do namorado. Agora, ela representa um perigo não só para seu ex - namorado, mas para todos na escola.


"Imagine só ser assombrada - literalmente assombrada - pelos mortos, a cada minuto de cada dia de sua vida. Não é nada agradável. Você vai ali na lanchonete tomar um refrigerante...opa, falecido na esquina. Alguém o baleou. E se você puder levar os tiras ao sujeito que fez aquilo, ele pode finalmente descansar em paz.
E tudo o que você queria era um refrigerante."


"(...)Não é sempre que eu dou de cara com um fantasma que também é uma graça, mas aquele cara...caramba, ele deve ter sido uma coisa quando vivo, pois ali estava ele morto e eu já queria adivinhar como eram as coisas por baixo da camisa branca que usava, bem aberta, mostrando um bocado do peito, e até um pouco do abdômen. Será que fantasma também faz abdominal? Era o tipo da coisa que eu nunca tivera oportunidade - ou vontade - de explorar até então.
Não é que eu fosse me deixar perturbar por esse tipo de coisa àquela altura dos acontecimentos. Afinal de contas, sou uma profissional."

Deixe um comentário