Para Bella Swan, há um coisa mais importante do que a própria vida: Edward Cullen. Mas estar apaixonada por um vampiro é ainda mais perigoso do que ela poderia ter imaginado. 

Edward já resgatara Bella das garras de um monstro cruel, mas agora, quando o relacionamento ousado do casal ameaça tudo o que lhes é próximo e querido, eles percebem que seus problemas podem estar apenas começando... Legiões de leitores que ficaram em transe com o best-seller Crepúsculo estão ávidos pela seqüência da história de amor de Bella e Edward. 

Em Lua nova, Stephenie Meyer nos dá outra combinação irresistível de romance e suspense com um toque sobrenatural. Apaixonante e cheia de reviravoltas surpreendentes, essa saga de amor e vampiros segue rumo à imortalidade literária.

 “Pude ver isso em seus olhos, que você sinceramente acreditou que eu não a queria mais. A ideia mais absurda e mais ridícula… Como se houvesse algum modo de eu existir sem precisar de você!”

Depois de todos os milhares de vezes que eu disse que a amava, como pôde deixar que uma palavra anulasse sua fé em mim?” 

Edward me amava. O vínculo forjado entre nós não era do tipo que podia ser quebrado com ausência, a distância ou o tempo. E por mais especial, lindo, inteligente ou perfeito que ele pudesse ser, estava tão irreversivelmente transformado como eu. Assim como eu sempre pertenceria a ele, ele sempre seria meu.

Nos últimos dias, eu tinha passado por muitas experiências que poderiam ter acabado comigo, mas isso não me deixou mais forte. Ao contrário, eu me sentia horrivelmente frágil, como se uma única palavra pudesse me despedaçar.” 

Mas de certa forma estou feliz a dor é a unica lembrança de que ele era real.

Agora com quem eu posso conversar? Eu estou perdida. Quando você se foi e ele se foi, levaram tudo com vocês. Sinto a falta dele em todo o lugar. É como se estivesse sido aberto um grande buraco no meu peito. Mas de alguma maneira, eu estou feliz, a dor é a única coisa que me mostra que isso é real. Que todos vocês foram.” 



Deixe um comentário